Conectar-se

Esqueci minha senha

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
» Preciso de um virabrequim
Sex Jul 03, 2015 1:56 pm por rodrigoduartexavier

» Pisões TAKAO ou APEX
Sex Jul 03, 2015 1:53 pm por rodrigoduartexavier

» Quero comprar um mazda mx3
Qua Maio 20, 2015 10:17 am por danis123

» AJUDA!...semi-eixo direito/ junta homocinética
Dom Mar 29, 2015 3:21 pm por CaioFSA

» AJUDA!...semi-eixo direito/ junta homocinética
Dom Mar 29, 2015 3:19 pm por CaioFSA

» Lista segura de peças equivalentes para o Mazda Mx3
Sab Ago 02, 2014 10:47 am por felipelanguer

» PEÇAS PERFEITAMENTE EQUIVALENTES PARA MX-3
Sab Ago 02, 2014 10:42 am por felipelanguer

» vendo meu mx3 preto 97
Qui Jun 19, 2014 9:29 am por bruno habib

» AMORTECEDORES E MOLAS DE SUSPENSÃO
Qui Maio 08, 2014 10:00 am por Ruiz

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada


materia on line

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: materia on line

Mensagem  Convidad em Dom Jul 17, 2011 11:26 pm

Mazda MX3 tunado conquista mãe e filho
Para realizar um antigo sonho materno, curitibano personaliza uma versão vermelha do cupê. Carro ganhou novos para-choques salientes e entradas de ar

Publicado em 03/06/2009 | Renyere Trovão
Fale conoscoRSSImprimirEnviar por emailReceba notícias pelo celularReceba boletinsAumentar letraDiminuir letraPesquisas encomendadas por concessionárias de automóveis apontam que a esposa tem uma boa parcela de influência na hora de escolher o carro do casal. No caso do motorista Edison David, 52 anos, de Curitiba, uma opinião feminina também foi fundamental para adquirir o seu Mazda MX3, ano 1997. A diferença é que a mulher em questão era a sua mãe, dona Sônia Maria Sacerdote.

O sonho da mãe de David era ter um veículo vermelho e o dele, um carro esportivo. “Sempre tivemos carros azuis, cinzas, mas nunca vermelho”, salienta. Ele lembra que procurou um modelo que agradasse ambos. “Minha mãe foi comigo na loja, entrou no carro, experimentou e saímos de lá rodando com o Mazda”.

1 - 2 - 3 - 4PróximaO sistema de abertura do porta-malas foi um dos poucos itens que se manteve original no Mazda

A dianteira estilo “bad boy” ganhou faróis do Celta e lanternas auxiliares nas cores azul e amarela

O interior nos tons vermelho e preto esbanja esportividade

Dona Sônia Sacerdote e o filho Edison David costumavam passear com o carro nos fins de semana
Devido à cor, o cupê ganhou o apelido de Vulcão. Por quase dois anos, dona Sônia desfrutou do veículo ao lado de David, que a levava para os passeios de fim de semana e até em eventos automotivos. Porém, em abril deste ano, ela deixou de sentar no banco do carona. Faleceu aos 71 anos em decorrência de uma parada cardíaca. “O Mazda era xodó dela”, recorda.

O esportivo sempre chamou a atenção por onde passava, e não só pela presença de dona Sônia entre os passageiros. O carro é um fiel representante do segmento tuning, com diversos acessórios e modificações que o tornaram inconfundível pelas ruas da capital.

De frente, fica difícil imaginar que se trata de um MX3. A dianteira foi retrabalhada para deixá-la com um visual “bad boy”. O carro recebeu faróis do Chevrolet Celta e um para-choque personalizado, mais rebaixado e saliente. “Queria dar um design agressivo ao Mazda”, diz David. A “cara” de poucos amigos do automóvel se completa pelo capô recortado para encaixar uma nova grade frontal e duas enormes entradas de ar. Aliás, locais para refrigerar o Vulcão não faltam. Há saídas de ar espalhadas por todos os lados. Destaque para as duas que ficam entre a caixa de roda e o capô e outras duas localizadas no para-choque traseiro.

David também não economizou no sistema de iluminação auxiliar. No para-choque frontal foram adaptadas duas lanternas, uma na cor azul e outra amarela, que funcionam como espécie de farol de milha. Atrás, retrorrefletores ou “olhos de gato” acompanham o conjunto que incorpora a ponteira dupla de escapamento.

À bordo todos os acessórios que não podem faltar numa versão tunada: bancos em couro tipo concha; coluna de instrumentos e marcadores; volante, manoplas e pedaleiras esportivas; e LED’s.

Apesar de transformar o seu Mazda por dentro e por fora, David manteve a originalidade do motor 1.6 16 válvulas, de 110 cavalos, mas fez questão de cromá-lo. O kit tuning incluiu ainda saias laterais, aerofólio, rodas estilo “pernas de aranha” (aro 17”) e retrovisores esportivos.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum